quarta-feira, 21 de março de 2012

Desatino borderline.

Não sei o que me acontece.
Sou duas caras, dois rascunhos, duas personalidades contrastantes.
Uma hora carinhoso, sedento de afeto.
Outra hora distante, seco, vazio.
Necessito desesperadamente de alguém que me ame e me queira, mas quando encontro, fujo.
Bom, parece que encontrei este alguém. A distância aumenta meu sentimento, alimenta minha fantasia. Quando os dias, as horas, minutos se aproximam para que eu o veja, sou tomado por um descaso completo, um sentimento alheio.
A maioria dos borderlines procuram desesperadamente alguém para terem para si. Bom, já passei por essa fase. Hoje, eu corro de ter alguém para mim.
Mas aconteceu de alguém vir ao meu encontro. Gostei da pessoa e estamos juntos a uma semana. Mas meus sentimentos sobre ela são TÃO contrastantes que hora gosto, hora me esquivo.
Não sei se uma esquiva ou se um MEDO de que algo aconteça. Algo bom aconteça.
Sou tomado pelas incertezas, pelas dúvidas.
Palavras ditas são motivos para questionamentos.
Os sorrisos e a felicidade do outro me ferem, pois sinto está-lo magoando, mesmo que ainda não saiba disso.
Afinal, sinto algo? Sou capaz de sentir por alguém?
Estou literalmente manipulando o outro. Meus pensamentos diz algo completamente diferente de meus sentimentos e ambos são muito fortes em mim, a ponto de seguir os dois.
Manipulo a afeição do outro, para que continue gostando de mim, mesmo sabendo que eu não gosto dele (ainda). Mas posso algum dia gostar, não???? - Este é o conflito.
Acho que sonhei demais, e agora não consigo mais viver. Desaprendi a viver.
Racionalizei demais o amor, passei a vivê-lo em minha mente ao invés de sentí-lo, hoje não sei mais o que é isso, e temo nunca mais saber.
Estou só, e não me entendo.
Estou sofrendo. Mas este sofrimento está anestesiado pelos medicamentos que estou tomando. Eu poderia estar muito pior.

2 comentários:

Anônimo disse...

Acredito que todos passamos por isso esta incosntancia esta ligada realmente por não ter um eu formado uma identidade então acabamos não sabemos o que queremos nem o que sentimos,
Temos que ter paciência com nos mesmo e muita força de vontade e aos poucos vamos conseguindo identificar o que queremos e o que sentimos bjs se quiser conversar me add no msn larcky82@hotmail.com

Anônimo disse...

Acredito que todos passamos por isso esta incosntancia esta ligada realmente por não ter um eu formado uma identidade então acabamos não sabemos o que queremos nem o que sentimos,
Temos que ter paciência com nos mesmo e muita força de vontade e aos poucos vamos conseguindo identificar o que queremos e o que sentimos bjs se quiser conversar me add no msn larcky82@hotmail.com

Ocorreu um erro neste gadget